056---adolescente-e-a-rede

Pela aluna Vitória do P. Cavalheiro

O homem é um ser social, isso não podemos negar. Desde os tempos antigos andávamos em grupo nos protegendo e aprendendo coisas novas.

Com a invenção do mundo virtual, esses grupos sociais se separaram na vida real e foram viver no mundo conectado da internet. As crianças que antes caçavam pássaros com seu estilingue, agora competem “likes” nas redes sociais. As jovens deixaram as bonecas para “adicionar” novos amigos.

Mas toda essa diversão encontrada nas redes sociais esconde perigos que as mentes juvenis não percebem. Se um garoto loiro e de olhos verdes solicita a amizade de uma garota, normalmente ela o adiciona sem hesitar mas agora lhe pergunto, caro leitor, ela irá saber que está dando relatos de sua vida pessoal para um estranho?

Muitos jovens, como a citada no exemplo, preferem relatar seus sentimentos para estranhos ao desabafar com seus pais, tirando crianças de reuniões familiares para o computador. E torna-se caso policial quando jovens mandam fotos íntimas para garotos e eles postam na rede.

Portanto, vale a pena abrir mão da privacidade e de amizades reais, em um mundo real, por um que você será julgado?